5 dicas que você precisa saber antes de comprar um imóvel na planta

Investir em um imóvel na planta é um negócio que oferece diferentes vantagens. Se você não tem pressa para morar ou alugar o imóvel, saiba que ele ainda pode valorizar depois de pronto.

Neste post, te explicamos tudo que você precisa ter em mente antes de decidir comprar um imóvel na planta.

Boa leitura!

O que fazer antes de comprar um imóvel na planta para me sentir mais seguro?

A primeira estratégia para se prevenir de eventuais dores de cabeça e desgastes com empreendimentos imobiliários é analisar o histórico da construtora.

Outra dica importante é acompanhar a evolução da obra, visitando-a pessoalmente. Deixar de visitar o local de construção da obra é um dos piores erros cometidos por quem está negociando um imóvel.

Qual a importância de conhecer o decorado antes de fechar negócio em um imóvel na planta?

Ao visitar o imóvel no decorado, o cliente conseguirá ter uma noção real e completa de como será seu apartamento. É nessa visita, que seu imóvel sai do campo abstrato para o concreto, porque ele é apresentado totalmente mobiliado e decorado.

Na visita, você pode caminhar por todos os cômodos, observando cada detalhe do seu imóvel, bem como a cozinha, área de serviço, sala de estar, quartos e assim por diante. Conhecendo as reais dimensões e acabamentos do imóvel adquirido.

Dessa forma, o comprador poderá imaginar seu dia a dia naquele espaço para avaliar se é isso mesmo o que quer e se aquele imóvel suprirá suas necessidades.

Ao comprar um imóvel na planta, além da chance de valorização, você ainda economiza!

Uma das maiores vantagens é a questão da valorização e para quem ainda não sabe, essa valorização é constante! Sabe por quê? Por conta das melhorias no entorno da obra, tais como: vias de acesso, escolas, faculdades, supermercados, bancos, comércios, empresas e outros.

Quando você adquire um imóvel ainda em construção, seus custos são menores que os custos pagos quando o imóvel já está pronto.

Imóveis na planta possuem uma excelente infraestrutura, contando com instalações mais modernas, como redes elétricas e hidráulicas de última geração; elevadores modernos, portaria remota, entre outras. Após finalizado, esse imóvel retoma sua valorização no mercado imobiliário.

No que diz respeito à economia com documentação, a principal vantagem ao investir em um imóvel na planta é que ela é menos burocrática. Isto porque a assinatura envolve a promessa de compra e venda, e não um contrato definitivo.

Outra vantagem é que a transação de compra não tem envolvimento de terceiros, como no caso de um imóvel usado. Sendo assim, a transação ocorre apenas entre interessado e construtor.

A documentação de um imóvel na planta é calculada através da fração ideal, multiplicando a área do terreno pela área do imóvel em questão. Em outras palavras, você economiza! Porque esse resultado precisa ser dividido pelo equivalente à área total de construção do empreendimento.

Quando o imóvel fica pronto, calcula-se a documentação através do valor venal. O valor venal de um imóvel é uma estimativa de preço para compras e vendas que o Poder Público estipula para determinados bens. Ou seja, o preço que a propriedade alcançaria em uma transação à vista, de acordo com a análise da prefeitura da sua cidade.

Para chegar a esse valor, o município busca embasamento no preço praticado no mercado e determina o valor final do metro quadrado do terreno urbano e da área construída.

Ao comprar um imóvel na planta, devo financiar pelo banco ou direto com a construtora?

Financiamento Direto com a Construtora

Esse tipo de financiamento é uma opção ideal para clientes que pensam em comprar um imóvel na planta, mas por alguma razão, estão com dificuldades de conseguir o crédito habitacional.

Na negociação direto com a construtora, você consegue flexibilizar condições e valores com mais facilidade. 

Vantagens de financiar com a construtora:

  1. Negociação sem intermediários;
  2. Pagamento flexível;
  3. Aprovação do crédito sem burocracia;
  4. Fluxo de pagamento ajustável conforme a necessidade do cliente;
  5. Prazos e taxas mais claros.

O pagamento de um financiamento feito direto com a construtora, pode ser feito considerando as taxas de juros e os índices INCC e IGP-M ou conforme os parâmetros da própria construtora. Em qualquer caso, podemos considerar as taxas e os prazos mais claros para o comprador quando comparado ao financiamento bancário.

Financiamento pelo Banco

No financiamento bancário há um conjunto de critérios adotados pelo serviço de habitação da instituição bancária.

Antes de dar sequência nessa negociação, é muito importante que o cliente tenha conhecimento antecipado sobre eles, para saber se conseguirá atender as exigências da instituição bancária em questão.

A título de exemplo: um cliente pode comprometer até 30% da sua renda na parcela do imóvel. Neste caso, ele consegue escolher entre diferentes métodos de aplicação da taxa de juros. Assim, o banco pode financiar até 90% do valor do imóvel, oferecendo um prazo de pagamento de até 420 meses.

Os cadernos de economia estão alertando sobre uma alta significativa nos preços dos imóveis. Essa é a hora de comprar?

Com certeza este é o melhor momento para adquirir um imóvel!

Estamos em um momento onde a Taxa Selic, ainda que tenha uma alta, aparentemente essa diferença não será muito grande. De 2% talvez vá para 4% ao ano, portanto ela continua atraente.

A taxa faz com que a prestação fique com o valor próximo do aluguel e essa prestação tem sido de 30% a 50% abaixo da que tínhamos há dois anos.

Quem pretende comprar imóvel deve sim, acompanhar a Taxa Selic, para saber quando a taxa de juros do financiamento vai começar a subir, mas não precisa ficar desesperado, porque não teremos um grande salto.

Mesmo que haja um aumento expressivo da Selic, não significa que imediatamente os bancos vão aumentar o juro de crédito imobiliário. Portanto, aproveite!

Clique agora no link e conheça nossos empreendimentos! Empreendimentos Diamond

Deixe um comentário